Ser mãe é ter tudo a perder

Esta semana todo mundo chegou em casa e foi apertar seu filho, muitas com lágrimas nos olhos.

Não é possível passar batido pela imagem do menino sírio ou dos pais tentando enfiar as crianças nos trens húngaros.

E se até um tempo atrás era possível ver as notícias da guerra com certo distanciamento, agora não dá mais.

Ser mãe é ter tudo a perder.

Foi isso que aprendi essa semana.

Se os problemas do cotidiano às vezes nos fazem chegar perto do fundo do poço, os problemas do outro lado do mundo mostram que não importa onde quer que se esteja, o fundo do poço só existe quando não podemos salvar nossos filhos.

 

Anúncios